quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Madame Grès e suas "obras de arte" em tecido

Ano passado teve uma exposição em Paris sobre o trabalho da estilista francesa Alix Grès. Suas roupas são verdadeiras obras de arte reverenciadas até os dias de hoje. Mestra do drapeado, ela soube utilizar como poucos essa técnica  ...


















Durante várias gerações o nome de Madame Grès foi sinônimo de suntuosos drapeados. Fundada em 1941, sua maison foi fechada pelos nazistas por apresentar logo em seu primeiro desfile vestidos nas cores azul, branco e vermelho. Depois de algum tempo , sua maison é reaberta.
Inspirada nos peplos da Antiguidade, Grès criou verdadeiras obras de arte , pregueando o jérsey de seda em monocromias esculturais. Esses vestidos atravessaram os anos sem envelhecer ...
A costureira criou trajes com drapeados soltos aliados a um corte rigoroso. Ela produzia tailleurs, mantôs e albornozes de acabamento refinado.
Alix era notória devido a sua pequena estatura e ter a cabeça coberta por turbantes. Lançou seu perfume em 1960, chamado de Cabochard.
Madame Grès demorou a abrir concessões ao prêt-à-porter e isso lhe custou caro. Em 1984, sua maison é resgatada por Bernard Trapie , um homem de negócios. Morreu em 1993 na mais completa indiferença.

Abaixo algumas de suas obras de arte em tecido :







FONTE: Moda do Século , François Baudot ( Cosac & Naify )  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares