segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Audrey Hepburn e Givenchy

Audrey Kathleen Ruston, mais conhecida por Audrey Hepburn, foi uma premiada atriz e modelo. Nascida na Bélgica, radicada na Inglaterra e na Holanda, é considerada um ícone de estilo - e a terceira maior lenda do cinema de acordo com o American Film Institute. A estrela é referência eterna de elegância e fez uma parceria de sucesso com o estilista Hubert de Givenchy.


Nessa postagem falerei sobre a estrela Audrey Hepburn e sua ligação com o estilista Hubert de Givenchy - que não se limitou apenas ao âmbito profissional. Então, vamos ao que interessa !

Falemos um pouco de Audrey ...

Nascida Audrey Kathleen Ruston, em Ixelles, em 4 de maio de 1929, era filha do banqueiro britânico Joseph Anthony Ruston e da baronesa holandesa Ella Van Heemstra. Seu pai anexou o sobrenome Hepburn e Audrey se tornou Audrey Hepburn Ruston.

Audrey and her parents

Audrey na infância

Com o divórcio dos pais, aos 9 anos Audrey foi enviada para um internato na Inglaterra, onde ela se apaixonou pela dança, aprendendo balé. Com o início da Segunda Guerra Mundial, em 1939, Audrey voltou para a Holanda - já que sua mãe temia que Londres fosse invadida pelos alemães.
Diferentemente do que a mãe imaginava, a Holanda foi invadida pelos alemães e a família de Audrey passou a sofrer privações. Envolvida com a Resistência, muitos de seus parentes seriam mortos na sua frente. Ela participaria de espetáculos clandestinos de balé para angariar fundos e levaria mensagens secretas em suas sapatilhas.

Audrey era apaixonada pelo balé

Audrey loved dance

The Audrey's smile

Com o fim da guerra, Audrey e sua mãe mudaram-se para a Inglaterra, onde ingressou na prestigiada escola de balé Marie Rambert. Sua professora tirou suas esperanças em se tornar uma bailarina prima. Desiludida, passou a trabalhar como corista e modelo fotográfico para garantir o sustento da família.
Foi dai que decidiu investir em atuação. Sua estréia foi no documentário " Dutch In Seven Lessons ", seguido por uma série de pequenos filmes. Em 1952, viajou para a França para a gravação de Montecarlo Baby, e foi descoberta pela escritora Collette - que trabalhava com a montagem para a Broadway da peça Gigi. Encantada com Audrey, Collette escolheu ela para ser sua Gigi. Audrey foi muito elogiada por sua atuação.


Audrey chamava atenção por sua aparência frágil de " menininha "

Audrey desde cedo também chamava atenção pelo seu talento como atriz
Elegância em preto e branco
Audrey em look mais descontraído

Em um look bem primaveril

Em um dos seus primeiros filmes


A princesa

Once upon time
Pouco tempo depois, Audrey participou de uma audição para o filme " A Princesa E O Plebeu " . Encantado com a atriz, o diretor William Wyler escalou-a para viver a princesa Ann , dividindo a cena com Gregory Peck - que também se surpreendeu com o talento dela. Sua ótima atuação rendeu-lhe um Oscar de melhor atriz.
Três dias após a cerimônia do Oscar, recebeu o Tony por sua atuação em Ondine. Audrey também faria Sabrina, que lhe rendeu a segunda indicação ao Oscar. Em setembro de 1954, Audrey se casou com Mel Ferrer que se apaixonou por ela durante sua temporada na Broadway .

Audrey e sua beleza clássica

The princess Audrey; ops : Ann

Diva
Capa de revistas importantes
Enigmatic look
Simpatia pelos bichanos

Seu primeiro filho, Sean, nasceria em 1960. Mas as coisas não foram fáceis até aquele momento: Audrey sofreu diversos abortos, o que a deixou muito deprimida. A conselho do marido, Audrey se entregou ao trabalho. Eles gravariam juntos : Guerra e Paz, e ela estrelaria três comédias românticas : ( Cinderela Em Paris, Amor Na Tarde e A Flor Que Não Morreu ), um drama ( Uma Cruz A Beira do Abismo, que rendeu-lhe a terceira indicação ao Oscar ) e um faroeste ( O Passado Não Perdoa ).
Após um ano e meio de licença maternidade, voltou a Hollywood para estrelar " Bonequinha de Luxo ", em um papel que a transformaria em ícone e pelo qual seria lembrada para sempre. Por viver a prostituta de luxo Holly Golightly ela receberia sua quarta indicação ao Oscar. Pouco tempo depois filmou Infâmia, Charada e Quando Paris Alucina.

Audrey sempre sonhou em ser mãe

Foto icônica de Breakfast At Tiffany's ( Bonequinha de Luxo )

Holly Golightly era mui chic !

Os looks da personagem Holly causaram impacto

Bonequinha de Luxo levou Audrey ao estrelato

Miss Elegance

Em 1963, recebeu o papel principal do musical " My Fair Lady ", o da vendedora de flores Elisa Doolittle. Entretanto, a voz de Audrey não foi utilizada durante as canções, sendo dublada - o que a deixou extremamente aborrecida. Audrey não foi indicada ao Oscar por esse papel - mas ganharia o Oscar daquele ano por seu papel em Mary Poppins .
Em seguida gravaria Como Roubar Um Milhão De Dólares, Um Caminho A Dois e Um Clarão Nas Trevas - este último dirigido por seu marido na tentativa de salvar seu casamento. Eles viriam a se divorciar em dezembro de 1968.
Audrey decidiu parar de atuar e se casaria novamente apenas seis semanas após o seu divórcio - com o psiquiatra italiano Andrea Dotti, que  conheceu em um iate. Audrey deu a luz ao seu segundo filho, Luca Dotti, em 1970. O casal morou por um ano em Roma, para em seguida a atriz ir viver na Suiça com seus dois filhos. Decidiria voltar a atuar em 1976, estrelando Robin E Marian. Três anos mais tarde, retornaria à cena em A Herdeira.

A Premiada

Fumar era chique naquela época ( décadas de 50 e 60 )

Fazendo algumas anotações ...

Classics 1

Classics 2

Audrey em momento "relax"

Audrey apreciava usar camisas

Audrey se divorciou em 1982. Nesse período gravou " Muito Riso E Muita Alegria " e no fim das filmagens conheceu Robert Wilders. Tornaram-se grandes amigos e viveram juntos até a morte de Audrey.
Em 1987, Audrey tornou-se Embaixatriz da Unicef - passando em incansáveis missões da Unicef - visitando países, dando palestras e promovendo concertos com causas.
Em 1993, foi diagnosticada com câncer de apêndice e faleceu no mesmo ano, em 20 de janeiro , aos 63 anos. Encontra-se sepultada no cemitério Tolochenaz, na Suiça.

Beleza atemporal


Audrey

Audrey em uma das suas missões pela Unicef

Dados :

- Audrey falava fluentemente cinco idiomas : francês, italiano, inglês, holandês e espanhol;
- Audrey ganhou o Oscar de melhor atriz no filme " A Princesa E O Plebeu ", além de indicações ao Globo de Ouro, ao BAFTA e ao NYFCC Award. Foi a quinta artista, e a terceira mulher, a conseguir ganhar as quatro principais premiações do entretenimento norte-americano : o EGOT, Grammy, Oscar e Tony;
Em 8 de fevereiro de 1960, ganhou uma estrela na calçada da fama de Hollywood, em homenagem à sua dedicação ao cinema.

O estilo de Audrey e a parceria com Hubert de Givenchy

Audrey e seu mestre

Audrey é considerada um ícone no mundo da moda. Seu tipo físico a diferenciava das pin-ups que se destacavam naquela época, como Marilyn Monroe e Anita Ekberg, por exemplo - que usavam roupas acinturadas que acentuavam suas curvas. No caso de Audrey, seu aspecto gamine ( figura pequena, magra, rosto e corte de cabelo silfide ) era acentuado por suas roupas : pulôver preto de gola rulê, calças de ciclista ou calças-capri, sapatilhas capezio. Também popularizou a moda de usar uma camisa ( em geral sobre uma malha ) com as extremidades desabotoadas e amarradas na frente - na altura da cintura.

Visual típico de Audrey: pulôver preto, calças capri e sapatilhas

Audrey também apreciava a cor preta em seus looks

Atuando ...

The legend

Vários looks elegantes de Audrey

Das ist svart

O estilo de Audrey está invariavelmente ligado a Hubert de Givenchy - e essa foi uma das parcerias mais significativas para a moda em um contexto artístico. Atuantes nas décadas de 50 e 60, ambos estavam no início de suas respectivas carreiras, buscando um lugar ao sol. Audrey despontava em filmes marcantes, chamando atenção de cineastas e de figurões do mundo da moda. Givenchy veio de uma aristocrata família francesa, onde se identificou imediatamente com o mundo da alta-costura com um extenso trabalho requintado e perfeccionista.

Audrey em um dos seus figurinos mais elogiados

O estilista Hubert de Givenchy

Acting

Audrey estreou em Hollywood ao lado de Cary Grant em " A Princesa E O Plebeu " . Ela sempre acreditou que fazia uma trabalho satisfatório, mas nada de excelente, então dizia que tudo que pudesse ajudá-la a trabalhar melhor seria muito bem-vindo. Portanto, vestir-se com as roupas de Hubert de Givenchy cumpriam bem esse papel.
No início, Givenchy acrditava que vestiria Katherine Hepburn. Givenchy ficou decepcionado ao descobrir que vestiria a jovem atriz belga, mas em momento algum foi indelicado com ela. Pediu para que Audrey escolhesse três vestidos da última coleção. Naquele dia, Audrey escolheu um terninho justo de lã cinza, um turbante de chiffon, um vestido branco de organdi bordado e um vestido de noite preto.

Visual típico dos anos 50

Givenchy e sua "musa "

Elegância em linhas simples

Givenchy ficou impressionado com a desenvoltura da " mulher com cara de menininha ", modo que ele costumava a chamar.
O figurino foi um sucesso, marcando não apenas a mudança de Sabrina, mas a transformação de Audrey Hepburn em ícone de estilo. Uma linha divisória foi traçada e as mulheres perceberam que não precisavam ser escravas do espartilho, arruinando o monopólio de Dior.
O filme ganhou o Oscar de melhor figurino, mas os créditos não foram para o estilista, mas sim para a figurinista da Paramount, Edith Head. A figurinista apenas orientou Audrey, sugerindo o que ela deveria comprar em Paris e desenhar as roupas secundárias. Com a lista nas mãos, Audrey bateu no número oito da rua Alfred Vigny - o atelier de Givenchy.

No atelier de Givenchy

Hey !

Magra e alta, Audrey combinava lindamente com os looks Givenchy

Outro vestido usado por Audrey que foi muito elogiado

Paris, minha Pasárgada

Ultra-clássico
O estilista foi responsável pelo figurino de quase todos os filmes de Audrey depois de Sabrina, incluindo o icônico " Bonequinha de Luxo " ( Breakfast At Tiffany's ) de 1961 - que se tornou um exemplo de satisfação clássica com seus vestidos pretos de formas limpas.

Um dos figurinos mais marcantes da história do cinema

Holly nem imagina o quanto seu vestido foi copiado mundo afora

Lady in Pink

Alguns figurinos feitos por Givenchy :

- Sabrina ( 1954 ) - direção de Billy Wilden
- Cinderela em Paris ( 1957 ) - direção de Stanley Donen
- Bonequinha de Luxo ( 1961 ) - direção de Blake Edwards
- Quando Paris Alucina ( 1964 ) - direção de Richard Quine

Como poucas mulheres, Audrey Hepburn possuia um estilo atemporal, assim como Grace Kelly e Jackie Kennedy e é por isso que Hepburn ainda é referência para muitos estilistas e pessoas que trabalham com moda.
O que Audrey e Givenchy têm em comum é a atemporalidade. Mesmo passados mais de 50 anos, as pessoas ainda desejam aquelas roupas. A história da moda deve muito a esses dois. Juntos , eles criaram uma imagem de elegância sem exageros, clássica, atemporal e primorosa. O vestido preto de Audrey em Bonequinha de Luxo ultrapassará gerações sem se abalar; seu nome sempre estará associado à moda, tudo graças ao seu padrinho, Hubert de Givenchy.


A noiva de Givenchy
Pink

Vestido rosa-bebê ultra-chic


A parceria de ambos não se eternizou apenas nos filmes e na moda, como muitos pensam. Audrey sempre foi politicamente ativa em defesa das causas sociais e ambientais, que despertou em Givenchy maneiras de conciliar seu trabalho às causas maiores. Fato que comprova não só a parceria, mas também uma intensa amizade entre os dois .

Glamourous

Bem-querer

Amizade na vida real

Companheiros

Friends

Para finalizar um pequeno trecho do filme Bonequinha de Luxo :






Referências :

- Wikipedia
- Blog da Lilian Pacce - http://msn.lilianpacce.com.br/moda/givenchy-audrey-hepburn-basica/
- Enciclopédia da Moda - Georgina O'Hara ( de 1840 à decada de 90 )

6 comentários:

  1. Ola! Seguindo, retribui? https://www.facebook.com/LovelyStyleBlog http://alovelystyle.blogspot.co.uk/ Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. AAAAI MEU DEUS *-* eu AMO a Audrey e o filme Bonequinha de luxo é o meu favorito <3

    www.maynitizzi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá Rakel, obrigada por seguir meu blog. Estou seguindo o seu também. É muito bonito o seu blog !!!

    ResponderExcluir
  4. Ela é linda de mais, e esse sobrancelha? Perfeição total!!!
    Vim retribuir sua visitinha e também estou seguindo seu blog minha flor, beijocas.
    www.pantufa-rosa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. essa mulher é uma diva.... até a parte do filme lembrei de muitas coisas sobre ela ... e que rostinho viu kkk quero pra min :O
    http://blogeuvaidosa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. È verdade, ela é uma diva, tinha um estilo atemporal, clássico e elegante ... sou super fã dela !!!

    ResponderExcluir

Postagens populares