sábado, 7 de março de 2015

OS 30 ANOS DO FESTIVAL ROCK IN RIO ( THE 30 YEARS OF ROCK'N RIO FESTIVAL )

EM JANEIRO DESSE ANO UM DOS MAIORES FESTIVAIS DE MÚSICA DO MUNDO COMPLETOU 30 ANOS DE SUA PRIMEIRA EDIÇÃO, O ROCK IN RIO. ESSE FESTIVAL ABRIU CAMINHO PARA QUE MUITOS ARTISTAS DO EXTERIOR TOCASSEM POR AQUI,  E , A PARTIR DAI, OS FÃS BRASILEIROS PASSARAM A TER MUITO MAIS ACESSO AO TRABALHO DELES. MUITOS CONSIDERAM O ROCK IN RIO 85 A MELHOR EDIÇÃO DO EVENTO ATÉ HOJE, INCLUSIVE EU . VAMOS PARTIR PARA ESSA VIAGEM DIRETO AO TÚNEL DO TEMPO ?

O Rock In Rio de 85 entrou para a história da música mundial

No ano de 1985, o Brasil passava por grandes transformações. Após um longo período sob uma ditadura militar, o país começava a dar os primeiros passos rumo à democracia. E foi nesse cenário de transição que nasceu o Rock In Rio, o primeiro evento musical desse porte realizado no Brasil.
Roberto Medina foi a pessoa - que , partindo dessa condição , teve a ideia de comemorar a " liberdade brasileira " organizando um grande festival de rock nos moldes internacionais, como Woodstock, por exemplo, trazendo para cá os principais nomes do rock e da música pop mundial.
Não foi uma tarefa fácil para Medina conseguir negociar com os empresários dos artistas gringos, que tinham certo receio em apostar num evento tão grande por aqui. A coisa começou a mudar quando a equipe de Medina conseguiu acertar a vinda de Rod Stewart. A partir dai, outros artistas decidiram apostar no festival e garantiram suas presenças. Nomes de peso como Iron Maiden, Yes, Ozzy e Queen foram alguns dos que toparam seguir o exemplo do cantor da cabeleira esvoaçante.
A primeira edição do festival aconteceu no bairro de Jacarépaguá ( na divisa com a Barra da Tijuca ) - e contava com o maior palco do mundo construído até então  : cinco mil metros quadrados de área, além de dois enormes fast-foods, shopping com 50 lojas, dois centros de atendimento médico, e uma grande infra-estrutura para atender  a quase 1,5 milhão de pessoas, o equivalente a três Woodstocks.
Em uma área de 250 mil metros quadrados foi construída a Cidade do Rock, o espaço que recebeu durante 10 dias, 1.380.000 pessoas. A estrutura contou com um sistema de som e luz extremamente modernos para a época. São números grandiosos para um festival que recebeu artistas nacionais e internacionais, não só do rock, mas de outros estilos.


Placa da Cidade do Rock

Programação com os shows do Rock In Rio

Roberto Medina, o idealizador do festival

Público recorde

Fã metaleiro

Banda AC/DC

Curtindo o evento

Algumas das bandas que participaram do evento

Até a repórter Ilze Scamparini entrou no clima do festival


Sobre a música:

Para os fãs brasileiros que curtem rock e tem  acesso total ao trabalho de suas bandas e artistas solo favoritos, não imagina como era difícil para os fãs do Brasil acompanhar o seu trabalho, ter acesso a informações no período anterior ao Rock In Rio I. Até o começo dos anos 8o, era baixo o índice de artistas de renome internacional que deu o ar de sua graça em terras brazilis. O Brasil estava se desvencilhando de um panorama político comandado por quase duas décadas de chumbo, onde a liberdade artística em todas as áreas era controlada com rigor pelos militares. O pop-rock brasileiro começava a frequentar rádios e programas de tv, em nomes como Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Barão Vermelho etc ...
Na segunda metade de 84, a rede Globo anunciava um grande festival de rock no país, mostrando gente como o Iron Maiden, Queen, Scorpions, Yes, AC/DC em seus intervalos comerciais. As bancas de jornal começavam a mostrar várias capas, biografias com tais grupos, alimentando ainda mais o conhecimento e ansiedade daquela geração de fans.
Uma das características que gerou polêmica e certa gozação até hoje, foi o fato de um festival com o nome " rock " trazer artistas nacionais e internacionais que não tinham nada de rock , como : Alceu Valença, Eduardo Dusek, Elba Ramalho, James Taylor e All Jarreou. Hoje, sabemos que aquilo foi uma estratégia comercial - que mesmo aborrecendo muita gente - permitiu que o Brasil recebesse gigantescas formações do rock mundial, seja o rock clássico, hard rock ou heavy metal.
A escalação dos artistas ficou assim definida : ACDC, All Jarreau, B5'2, George Benson, Go Go's, Iron Maiden, James Taylor, Nina Hagen, Ozzy Osbourne, Queen, Rod Stewart, Scorpions, Whitesnake e Yes. A ala brasileira veio com : Alceu Valença, Barão Vermelho,Blitz, Eduardo Dusek, Alba Ramalho, Erasmo Carlos, Gilberto Gil, Ivan Lins, Kid Abelha E Os Abóboras Selvagens, Lulu Santos, Moraes Moreira, Ney Matogrosso, Os Paralamas do Sucesso, Pepeu Gomes , Baby Consuelo e Rita Lee.
Em pleno verão, o evento realizado entre os dias 11 a 20 de janeiro contou com as típicas tempestades de final de tarde e o lamaçal tomou conta da Cidade do Rock. E, para alguns, foi uma espécie de "plus" do festival, tanto que havia flanelinhas perto dos hotéis vendendo terra em sacos plásticos, garantindo que era a " legítima lama do Rock In Rio " . Assim como em Woodstock, em 1969, a lama virou um ícone. Tanto que quando Roberto Medina - que não gostou do lamaçal - resolveu as questões de drenagem nas outras edições do Rock In Rio,e pouco depois,  teve gente reclamando e pedindo a lama de volta.

Shows : perfomances, figurinos e estilo da platéia .

Depois de dias de chuva, o sol encontrou a Cidade do Rock de verde-amarelo. Milhares pessoas vestindo camisetas da seleção brasileira e bonés green-yellow comemoravam a democracia com um grande evento de rock. A platéia era diversa, era possível encontrar gente de várias partes do Brasil e do mundo. Havia a turma dos metaleiros vestidos com peças de couro, spikes , ilhoses e correntes, muito jeans, brincos e cabeleiras chamativas - e a turma mais pop, com peças coloridas bem flúor, listras, minissaias ou bermudas, óculos estilosos, bonés etc. Tinha também os adeptos de um visual mais desencanado, gente que estava de biquíni e micro-short, os meninos sem camisa ( muitos deles lambuzados coma lama do festival ). Também teve o pessoal da new wave, que formava filas num salão dentro da Cidade do Rock, para ficar com o penteado idêntico aos de seus ídolos.


A galera animada para curtir os shows

Policiais a postos

Dando um trato da juba dos fãs do rock

Fãs do rock pesado ansiosos pelos shows

Os óculos do rock

Garotas em momento  descontração

Só love

Pura energia

Rock is the Power

Foto colorida da galera


Na era das pochetes


Paz no cabelo do rapaz

Brazil united

A mesma diversidade do público e no visual dos mesmos foi mostrada nos shows, que puderam agradar aos fãs das mais variadas vertentes. Claro, uns se destacaram mais do que outros e tiveram mais sucesso que outros, mas ai já é outra história.
New Matogrosso abriu seu show com uma chamada geral : " Deus salve a América do Sul ". Com seu visual índio art-déco , de tanga, elaborado cocar e uma queixada na mão, a vontade num palco imenso - conseguiu empolgar a platéia e conter algumas vaias entoando a famosa música " Pro Dia Nascer Feliz " ( música famosa na voz do seu amado Cazuza ) .
Já o Tremendão  Erasmo Carlos, não teve a mesma sorte. Depois de um começo tranquilo, o show descambou para um som maciço de vaias acompanhadas de copos de plástico arremessados sobre o cantor. Erasmo segurou a onda ( encourado e tacheado no estilo " fã de Mötorhead " ) e mencionou num discurso nomes como Joplin, Hendrix, Lennon e Elvis Presley. A platéia de roqueiros se animou quando Erasmo mandou ver um medley acelerado de hits da Jovem Guarda.
Baby Consuelo, deixou a barriga ( grávida ) de fora num figurino com direito a muito paetê e miçangas - fez a platéia dançar ao som de " Brasileirinho ". Pepeu, no auge da forma como guitarrista, arrasou como sempre.
David Coverdale veio com o Whitesnake - saudando a platéia com " Rock In Rio, are you ready ? " ( vocês estão prontos ? ) e já soltou uma versão pesada da canção " Walking In The Shadow Of The Blues ". Coverdale arrasou com o seu vozeirão, aliás, toda banda estava de parabéns !


Ney Matogrosso em performance

Ney e Cazuza

Erasmo metido a metaleiro

Coverdale entoando uma rock song

Cazuza, Baby Consuelo e Pepeu Gomes

Rita Lee

Baby Consuelo com barrigão

Rita de óculos rock

Não deu nem pra ouvir a voz de Winston Churchil no seu famoso discurso durante a Segunda Guerra Mundial ( " lutaremos nos campos, nas colinas, nas ruas, jamais nos renderemos " ). A Cidade do Rock já estava enlouquecida pelo Iron Maiden. A vinda da Donzela de Ferro ao festival marcou definitivamente seu território no coração dos roqueiros brasileiros. O carisma e a entrega do vocalista Bruce Dickinson e seus demais escudeiros fez da presença do Maiden no festival um acontecimento que mudou a concepção de como uma banda deve se comportar no palco. Bruce fez metade do show com um ferimento na cabeça, resultado de um movimento abrupto com seu microfone . Ele literalmente " deu o sangue " pelos seus fãs. No figurino, Bruce e companhia usaram e abusaram das roupas coloridas e coladas no corpo, além da cabeleira que todos ostentavam.
O festival todo foi preparado para receber o Queen como atração principal. A banda liderada por Freddie Mercury fez apresentações brilhantes. A platéia respondia a cada comando do quarteto e cantou em uníssono uma boa parte do repertório do grupo. Em um desses momentos, Freddie Mercury ficou tão impressionado como o coro espontâneo do público durante o hit " Love Of My Life ", que decidiu reger aquela bonita massa sonora. Não é à toa que a própria banda tenha citado aquela experiência como um dos  momentos mais belos de sua história.
As bandas Scorpions e AC/DC deram amostras de carisma e cumplicidade com o público brasileiro. O coro de vozes durante a balada " Still Loving You " fez os alemães saírem do palco super emocionados. A performance singular do guitarrista Angus Young, do AC/DC, materializou no palco as acrobacias e a loucura que antes eram vistas só pela televisão. Roupas de couro era a marca registrada dessas bandas, especialmente os metaleiros do Scorpions.
O Barão Vermelho de Cazuza - cheio de saúde e no momento mais voraz de sua parceria com Frejat - conquistou o respeito dos metaleiros que foram ao evento reverenciar seus heróis do rock pesado. Cazuza estava vestido com itens que são marca registada do seu figurino : bandana, jeans e peças coloridas . Os Paralamas do Sucesso, do líder Hebert Viana, também fez bonito, botando o povo pra dançar.
A Blitz era a banda de rock nacional que desfrutava de maior popularidade naquela época. A banda de Evandro Mesquita veio toda vestida em trajes listrados em preto e branco, combinando perfeitamente com a irreverência da banda.
Rod Stewart, de peito aberto ( ops, de camisa aberta ) arrasou num show debaixo de chuva (um temporal , na verdade ). Já o famoso Ozzy Osbourne não estava em seus melhores momentos ( drogas, álcool ). Apesar do ótimo repertório e de uma carreira grandiosa, os shows foram medianos.
Eduardo Dusek recebeu uma saraivada de vaias, enquanto o cantor Lulu Santos empolgou a platéia com hits como " O Último Romântico " e " Como Uma Onda ".
O Kid Abelha E Os Abóboras Selvagens fizeram shows de meia hora e não foram " tão bem recebidos pelo público ", mas empolgou nas canções " Fixação " e " Pintura Íntima " . A vocalista Paula Toler estava com um visual bem oitentista, com cabelo curtinho e roupas com pegada boyish ( camisão com ombreiras e calças e na outra apresentação , vestido azul de tecido vistoso e acessórios em amarelo - bem cheguei !
Reforçando a ala feminina, ainda tempos as bandas B-52's e Go-Go's. Com um visual bem retrô e com perucas bem exageradas, as cantoras Kate Pierson e Cindy Wilson do B-52's  empolgaram a galera com hits de sucesso nos clubers e rádios dos naos 80 como " Rock Lobster ", " Private Idaho " e " Party Out Of Pounds" ) . Igualmente com visú de pegada retrô, as californianas do grupo Go-Go's  embalaram o público com músicas como " Head Over Heels " e " Our Lips Are Sealed ". A vocalista Belinda Carlisle demonstrou muita simpatia com fãs e jornalistas ( na coletiva de imprensa ).


Iron Maiden no auge do sucesso

Esse foi o maior público registrado num show deles até então

Bruce e banda contagiaram o público com seus hits

Freddie Mercury

Queen levou o público ao delírio

A Blitz de Evandro Mesquita

Queen (colorido)

Barão Vermelho

Scorpions

Kid Abelha ; Paula Toler com visual boyish

Paula Toler com visú típico dos anos 80

Nina Hagen

Nina Hagen com seu figurino bizarro

Rod Stewart

Paralamas do Sucesso

Scorpions mui felizes com a recepção dos fãs brasileiros

B 52's

A vocalista Kate Pierson

A vocalista Cindy Wilson

Go Go's

De modo geral, o festival foi muito bem sucedido em vários aspectos e essencial para que o país fizesse parte do circuito de shows das grandes bandas. Ver um Iron Maiden no ápice da World Slavery Tour, um Queen que reinava no showbizz há muitos anos, Ozzy com um repertório fantástico ( apesar dos pesares ), um Scorpions - que mesmo desconhecido por aqui, realizou shows energéticos e inesquecíveis, o Whitesnake ( veio substituindo o Deff Leppard ) fez apresentações memoráveis e um ACDC que conquistou o público com seu hard visceral, foram momentos que inspiraram toda uma geração e trouxeram mudanças na orientação e aceitação do rock'n roll no país. Anos depois, muitas bandas que se formaram naquela época varreram o mundo. Outras edições ocorreram, sempre trazendo os nomes mais bem sucedidos de suas épocas, mas quem vivenciou aqueles dez dias - ou mesmo os que não puderam estar presentes na Cidade do Rock, pode atestar o impacto e a importância de tal evento , no desenvolvimento de sua paixão pelo rock, seja como consumidor, colecionador, produtor ou músico.
Após a realização desse festival, o país ( aliado a uma brisa fresca de democracia que respirava em toda parte ) passou a ser rota internacional de médias e grandes bandas. Centenas de discos ( novos e antigos ) foram lançados no mercado fonográfico local ,milhares de novos grupos foram formados, inspirados pela força de inspiração daqueles shows ... O Rock In Rio 85 entrou para a história da música mundial !!!

Abaixo vídeos de duas bandas que arrasaram no Rock In Rio 85 : Queen com " Love Of My Life " e Iron Maiden com " Revelations " :




Referências :
http://rockinrio.com/rio/blog/rock-in-rio-1111985/
http://whiplash.net/materias/news_807/216269-rockinrio.html
http://www.cifraclubnews.com.br/especiais/27445-rock-in-rio-conheca-a-historia-do-maior-festival-de-mosica-do-brasil.html#
-http://musica.uol.com.br/noticias/redacao/2013/08/28/rock-in-rio-em-1985-lama-do-festival-tornou-se-item-de-colecionador.htm
http://rockinrio.com/rio/blog/rock-in-rio-1811985/

10 comentários:

  1. nice blog, follow for follow?

    www.trendyytimes.blogspot.nl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey . Thanks for your visit ! I visited your blog too. It's very nice, I liked it !!! So, I'm follow you. Do you follow me ? My blog's adress is : www.estilosasefashionistas.blogspot.com.br . Kisses. Tot Ziens !

      Excluir
  2. Adorei o blog !
    Post's interessantes, continue assim arrasando

    Da uma passadinha la no blog, la você vai encontrar dicas de moda, beleza e tudo mais.
    http://byluanamidorie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Obrigada pelo comentário. Fiquei feliz por ter gostado do blog, obrigada também pela visita. Já visitei o seu blog e também gostei muito. Bjss e volte sempre!!!

      Excluir
  3. a great blog, I like your style. Would you like to follow each other? let me know

    Sibaritismosdeinma

    ResponderExcluir
  4. Hey, thanks for your visit and your comment !!! I visited your blog too and I liked a lot. Your blog is complete, with many informations ... I'm following you, can you follow me ? Kisses !

    ResponderExcluir
  5. I like your blog and your post. I follow, I would like to follow me. regards

    Abarajando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hola José, como estás ? Thanks for following my blog! I visited your blog too ... I'm following you too. Regards !!!

      Excluir
  6. Nossa! Super completo seu post!! Queria tanto ir esse ano, mas moro loooonge! :(

    www.vogueandmode.com
    facebook.com/vogueandmode

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Dayana, obrigada pela visita. É, eu também gostaria de ir ao Rock In Rio ... Na verdade, queria ter tido idade para ir à primeira edição do festival ( que foi a melhor, na minha opinião ) , na de 91 ( que teve o Guns N' Roses no auge da carreira ) e no de 2001, que teve o Iron Maiden com o retorno da formação original . Amoo o rock'n roll !!! Bjs

      Excluir

Postagens populares